domingo, 27 de novembro de 2016

Rio Indie Games



Ontem fui conferir o Rio Indie Games, um festival voltado a criação independente de jogos, que está rolando no Imperator, um espaço bem legal localizado na Zona Norte do Rio, no bairro do Méier. Apesar do foco ser jogos eletrônicos, os boardgames também tiveram o seu espaço, mesmo que ainda bastante pequeno. 


Nosso representante oficial no evento é a Retropunk, que está com stand de vendas e mesas para demonstração de jogos. Pude conferir um bate-papo bacana com o Ramsés Sohn, game designer de vários jogos da editora, tais como Escola de Dragões e Arena Sangue e Glória. Apesar do forte calor, ainda mais para um curitibano, ele foi bem simpático e atencioso. 




Também encontrei por lá o Sanderson Gomes, game designer do La Muerte, futuro lançamento Hod Studio. Claro que aproveitei para jogar uma partidinha desse jogo super divertido, Estou acumulando experiência para quando eu for escrever o post por aqui. Sempre legal encontrá-lo porque além de jogar, a gente sempre troca uma ideia também. 


Outra pessoa que encontrei por lá com quem gosto de conversar também foi o Fabrício do After Match. Também troquei uma palavrinha rápida com o Paulo do É Jogo, que em breve vai lançar seu primeiro jogo, o Dirigíveis Vigaristas, lançado originalmente pela Fireside Games com o título de Dastardly Dirigibles.

Nós gravamos vídeo com o Ramsés Sohn falando um pouco sobre os seus jogos lançados pela Retropunk e também com o Sanderson apresentando o La Muerte. Fiquem ligados que ao longo da semana esses e outros vídeos serão postados no nosso canal do Youtube. Inscreva-se lá para acompanhar e não perder as novas postagens. Vamos retornar com o Turno Cast que ficou meio parado nos últimos tempos.


Um pouco sobre a estrutura do evento

Eu nunca tinha ido a nenhum evento no Imperator, gostei bastante do espaço. O único problema é ser aberto em sua maior parte, jogar no sol é bastante tenso, tanto para os jogadores quanto para o próprio equipamento. Achei bem estranha essa opção, porque além do forte calor, ainda tem a possibilidade de chuva. Porém, a parte de boardgames ficou em uma área coberta. 


O espaço mais confortável do evento é a área de palestras, a única fechada e que por isso conta com ar condicionado. Além de ser um lugar mais fresco, é também bastante confortável e arejado. Não fiquei muito tempo no espaço, mas pelo que pude notar olhando a programação não tinha nada voltado ao nosso segmento. Porém, acredito que algumas questões são aplicáveis também aos jogos analógicos, guardadas as devidas proporções e especificidades.


Por último, mas não menos importante, a oferta de comida no evento é razoável. Nada de passar fome. Tem um stand de hambúrguer gourmet honesto. O preço é o padrão, entre 25-40 reais, para esse tipo de comida, mas acho que está valendo porque são uns hambúrgueres bem diferentes. O Imperator fica na principal rua comercial do Méier, portanto com farta opção para comer nas proximidades. As alternativas no domingo devem ser mais restritas, porém ainda deve ter coisa aberta por lá.


Conclusão:

Para um primeiro evento, achei o saldo positivo. Ainda mais se tratando de um festival com entrada gratuita. Mesmo não tendo foco no nosso hobby especificamente torço para que cresça e melhore ainda mais nas próximas edições. De preferência, abrindo mais espaço para os boardgames, trazendo editoras e game designers cariocas. Não houve praticamente divulgação nenhuma nosso meio. 

Se você for do Rio e estiver com tempo livre nesse domingo, o Rio Indie Games pode ser uma boa opção. Vai lá conhecer os jogos da Retropunk, trocar uma ideia com o pessoal da editora e quem sabe já aproveitar para incluir algum título deles na coleção. Além de também conhecer o que está rolando no mercado independente de jogos eletrônicos.


Serviço:

Local: Imperador (Rua Dias da Cruz, 170 - Méier)
Data: 27 de novembro
Horário: 13h as 20h
Entrada gratuita

Nenhum comentário:

Postar um comentário