terça-feira, 21 de junho de 2016

Guadalupeças - 3 Anos


Domingo rolou mais uma edição do nosso querido Guadalupeças. Completamos 3 anos de existência com recorde de público. Quando chegamos ao shopping, percebemos que eles tinham separado uma área maior que a do mês passado. Achamos que não precisava de tanto, mas no final das contas, a galera da organização do shopping estava certa e nós é que estávamos errados. No meio do evento, estava faltando mesa para tanta gente. 


Além de ter sido a nossa edição com a maior quantidade de pessoas, foi também a que houve maior concentração. Geralmente, o que acontece é um grupo chegar e outro sair, então no final você tem uma soma de 50 pessoas, mas elas não estiveram todas ao mesmo tempo. Dessa vez não, tivemos 70 pessoas ao mesmo tempo. Outra coisa bacana foi ver a galera chegando cedo e ficando por bastante tempo, jogando diversos jogos diferentes. 


Bastante gente veio nos parabenizar pela organização do evento. É muito gratificante saber que além de diversão, conseguimos proporcionar um ambiente acolhedor. Esse é um ponto destacado de forma recorrente. Nos orgulhamos por receber no Guadalupeças um público sempre bem variado. Temos a galera que começou no hobby frequentando o nosso evento e hoje tem uma coleção maior do que a nossa. Mas também tem muita gente que se torna frequentador assíduo, mesmo sem virar "heavy gamer". É legal não apenas ver pessoas novas, mas vê-las voltando e trazendo os amigos. 

Nosso evento contou com parceiros antigos e novos. Tivemos a presença do pessoal da Ace Studios e da Pensamento Coletivo mostrando seus jogos. Ambas já realizaram edições especiais com gente, são editoras pequenas cujo o trabalho admiramos demais e é sempre um prazer divulgar. A Galápagos Jogos, que não é uma parceira regular, mas sempre dá uma moral para o evento quando entramos em contato. Não tem como não admirar o trabalho dos caras, maior e melhor editora brasileira. Acreditaram e investiram muito no hobby, eles podem dizer que quando chegaram o mercado nacional era praticamente só mato.

Die die DIE, futuro lançamento da Ace Studios.

Space Cantina, jogo em financiamento coletivo da Ace Studios.

The Manhattan Project, jogo em pré-venda da Pensamento Coletivo.

Fechamos uma parceria bacana com a loja Game Of Boards. Rolou código de desconto para compras realizadas no site para serem retiradas no evento e também sorteio de diversos cupons promocionais. Eles se mostraram bastante satisfeitos com a participação no evento e nós também estamos. A Game Of Boards é uma loja online que em breve deve abrir sua primeira unidade física. A editora Papergames mandou o Flip City para gente. Foi uma grande surpresa porque não temos um contato mais próximo com eles, foi totalmente espontâneo. 

Nessa edição, eu comecei ensinando um pessoal a jogar Wasabi, que é um jogo com tema de culinária japonesa muito divertido. Depois acabei jogando Marco Polo, que é um jogo que fazia tempo que eu queria conhecer. Ele é um dice placement bem legal, mas não possui nada diferente para me motivar a comprar. Eu tenho outros jogos com esse tipo de mecânica e conheço bastante gente que tem o jogo, então sempre vai rolar oportunidade de jogar. O lance dele é viajar e cumprir contrato, para isso é necessário obter recursos. A duração dele é cinco turnos, acredito que se todos na mesa já conhecerem o jogo deva ir bem rápido. Não é um jogo em que se tenha muito para pensar, ele é bem enxuto de opções.



Depois ensinei Flip City para um grupo e entrei em uma mesa de um jogo totalmente desconhecido. Simurgh é um work placement com uma temática de universo alternativo medieval que confesso não prestei muita atenção. O que achei interessante foi a dinâmica diferente dos tiles de ação e sua relação com todo o andamento do jogo. É possível observar a existência de um bom mecanismo de controle e equilíbrio nele, porém não tão bem utilizado quanto poderia.



Os jogadores recebem uma mão inicial de tiles de ação que vão sendo colocados no mapa durante a partida. Não lembro de ver isso em nenhum outro jogo. Claro que ele tem locais básicos fixos no mapa, mas essa questão dos jogadores acrescentarem outros, adiciona um fator imprevisibilidade que me agradou. Se esse tile móvel ficar vazio, ele é retirado do tabuleiro. A quantidade descartada deles é o que controla a duração da partida. Pegar um worker de volta é uma ação assim como colocá-lo e cada jogador começa apenas com dois deles, que são de tipos diferentes. 

O evento começa às 14 horas, então a partir das 17 horas começamos os sorteios. Primeiro fizemos o Flip City e depois os cupons de desconto da loja Game Of Boards. Nós tínhamos anunciado o Sapotagem como sorteio, mas isso acabou sendo mudado na hora. Levou o ganhador da partida. Foi legal, porque ficamos com mais uma modalidade diferente de premiação. O Romulo do Die die DIE distribuiu bottons do jogo. Teve o Quarriors que a Galápagos Jogos enviou para gente e que demos para quem levou a maior quantidade de amigos, ganhou o William que trouxe quase Magé inteira para o evento.






Segue fotos de outros jogos que rolaram durante o Guadalupeças:

Ticket To Ride.

 DC Comics Deck-Building Game.

Dixit.

Agradecemos a todos que compareceram ao Guadalupeças, espero reencontrá-los no mês que vem, e aos parceiros que nos ajudaram nesta edição: Ace Studios, Galápagos Jogos, Game Of Boards, Papergames e  Pensamento Coletivo. Também acho importante agradecer ao pessoal que colaborou com a nossa divulgação: Mesacast e After Math. E por último, mas não menos importante, pessoal do Shopping Jardim Guadalupe por acreditar no projeto e ceder tão gentilmente o espaço. Estamos trabalhando para conseguir mais parceiros e promover um evento cada vez melhor. Curtam as páginas do Guadalupeças e do Turno Extra no Facebook para acompanhar as novidades. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário