terça-feira, 3 de junho de 2014

Guadalupeças - Especial Futebol


Domingo ocorreu uma edição especial com temática de Futebol do Guadalupeças por ocasião da proximidade da Copa do Mundo. Tivemos mesas de Convocados, FuteboxSoccero, jogos sobre os quais já havia escrito aqui em preparação ao nosso evento. Além do playteste de Jogada de Craque, que está sendo desenvolvido pelo pessoal do Senhores dos Jogos. Uma pena que não tive oportunidade de experimentar, mas pelo pouco que pude observar de uma partida, o jogo pareceu bem interessante.

 

  
  
 

Comecei o dia ensinando Convocados e Blueprints para um casal muito simpático que sempre tem marcado presença nas últimas edições do Guadalupeças - Felipe e Paula. Depois joguei uma partida de Takenoko super disputada só com ele, perdi por dois pontos de diferença. Pausa para o almoço e um For Sale com vitória tranquila para retomar as atividades. Em seguida, foi a vez de Dogs. Fazia tempo que não jogava, até comecei bem, mas depois fiz besteira. Acabei ficando em último, mas como sempre foi divertido.

       



Então, veio o inédito do dia: Robinson Crusoe. Esse era um jogo que eu queria experimentar há bastante tempo, super bem qualificado no BGG: 13º no geral e 2º no temático. É um cooperativo bem pesado com bastante dependência de idioma. Jogamos em 4 pessoas, com exceção do dono do jogo, éramos todos novatos. O jogo traz vários cenários diferentes, no que jogamos tínhamos doze turnos para conseguir acender um "fogueirão" para servir como sinalizador e sermos resgatados.

Robinson Crusoe tem uma curva de aprendizagem complicada, nem quando joguei Twilight Imperium senti tanta dificuldade de entendimento. São inúmeras coisas acontecendo ao mesmo tempo, todas as ações precisam ser pensadas coletivamente. Achei a organização de tudo isso no tabuleiro um pouco confusa, assim como as diversas fases que ocorrem dentro do turno. Levamos metade do jogo só para entender seu funcionamento, mas depois até que fluiu e conseguimos vencer.


Talvez o jogo não tenha me agradado tanto por não ter um tema muito atrativo para mim e o grande lance dele é a imersão na história, acho que a mecânica sofreu um pouco em favor disso. Outra crítica é em relação aos componentes, apesar do tabuleiro e dos tiles de ilha serem bem bonitos, achei que os demais deixaram um pouco a desejar para um jogo de valor tão alto. Espero ter a chance de jogá-lo novamente, talvez minha opinião melhore. Mas, no momento, não seria um jogo que eu compraria.


Para fechar o dia e relaxar um pouco depois de tanto esquentar a cabeça, rolou um mesão de Mascarade. Fiquei apaixonada por esse jogo desde a primeira vez que joguei, mais um excelente trabalho do Bruno Faidutti. A edição que adquirimos do jogo ainda tem o charme de ser francesa.


Segue abaixo mais algumas fotos de outros jogos que rolaram: Pokémon, Summoner Wars, Resistance Avalon, Rampage...





A próxima edição do Guadalupeças vai ser especial Game of Thrones aproveitando o clima final de temporada. Preparem seus decks para batalhas sangrentas. Qual casa conquistará o nosso Trono de Ferro? O campeonato será organizado pelo pessoal do Senhores dos Jogos. Para quem não quiser ir à guerra através das cartas, teremos também a opção do tabuleiro. Não conhece os jogos? Isso não é problema, confira os textos já publicados sobre eles aqui no blog: A Game Of Thrones: The Card Game e A Game Of Thrones: The Board Game. Durante o mês deve rolar mais algum post sobre o cardgame, pretendo trabalhar no meu deck Lannister. Para fechar, talvez tenhamos também Battle Of Westeros. Fique por dentro das novidades curtindo no Facebook: Guadalupeças e Turno Extra. Aguardamos a todos em 06 de julho.

 

Um comentário: