segunda-feira, 19 de maio de 2014

Cubo de Rubik



Hoje o Doodle do Google está homenageando os 40 anos de invenção do Cubo de Rubik, mais popularmente conhecido como Cubo Mágico. Acho que é praticamente impossível existir alguém que não conheça esse incrível puzzle 3D inventado pelo professor húngaro Ernő Rubik para ajudar em suas aulas de arquitetura. Durante os primeiros anos não obteve grande popularidade, alcançando o devido reconhecimento a partir da década de 80, quando se tornou um ícone da Cultura Pop.

Pode parecer um pouco estranho escrever sobre o Cubo de Rubik em um blog dedicado à jogos de mesa, pois é natural pensar nele mais como um daqueles brinquedos de desafio. Mas a mecânica dele é extremamente fascinante, acho que não existe nada tão simples e ao mesmo tempo tão complexo. Apesar de atribuir grande importância à temática e designer dos jogos, nada substitui uma boa mecânica. É a base que serve de alicerce para todo o resto. 

Acho que é por isso que gosto de jogos de mesa, você vê as engrenagens em funcionamento de uma maneira mais transparente. É lindo quando as regras se encaixam todas perfeitamente e quanto mais abstrato o jogo, melhor isso pode ser observado. Não é por acaso que o Cubo de Rubik recebeu um Spiel des Jahres especial. Esse prêmio é uma espécie de Oscar dos jogos de mesa.

O próprio inventor levou um mês para conseguir resolver o Cubo. O número total de combinações possíveis é 43 252 003 274 489 856 000, se alguém realizasse todas as combinações em uma velocidade de um movimento por segundo levaria 1400 trilhões de ano para terminar, isso é mais do que a própria idade do nosso planeta. 

Diversos pesquisadores se dedicam ao estudo da resolução com a menor quantidade de movimentos possíveis, o que é chamado Algoritmo de Deus, até o momento esse número é 20. Existem diversas aplicações práticas, uma delas seria Criptografia de Dados. Então, vamos parar com esse papo de que a resposta para vida, o universo e tudo mais é 42, ok?

Nenhum comentário:

Postar um comentário